Sunday, October 19, 2008

Gratidão*

Olha os meus olhos agora
Ainda não sabem sorrir...
Olha, 'inda há pouco choravam;
Mas no teu colo, mãe, secaram!

São dois faróis tuas pupilas:
Guiando-me nestas ventanias
Em direção a um porto seguro
Antes de novamente partir.

Aqui sempre quero voltar
Abraçar-te, e dizer: "Obrigada"!
Até o fim dos meus dias... Agora
Sei: eu apenas pertenço a ti.

*primeiramente postado em: www.poetasmortos.com.br

7 comments:

Thiara Pagani said...

lindo, docê.
De uma ternura realmente maternal.

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern said...

Olhos de mãe são os faróis do nosso caminho!
lindo poema!
beijos e borboleteios!

Flá. said...

Texto de/pra quem mora longe de casa... :) gosto mto das coisas que escreve, fique sabendo.

bjo!

Shelha said...

Achei fofo, mas não sou muito indicada pra dizer alguma coisa levando em consideração que eu não entendo muito bem essa sacada que rola entre mão e filho...
poise
mesmo assim, fofo.

Flora said...

Olhos de amor, como os seus.

T said...

SUMIU!
volta?
bjs

Rafael Abreu: said...

Adorável!