Tuesday, September 15, 2009

Sol Nascente

Para Darshany
Sol já vem vindo
Certo como a luz do dia
Ainda persiste a neblina
Enquanto espero sua luz

Sol vem surgindo
Detrás da distante colina
Descortinando o dia
Resplandece em cores mil


Sol, chegue logo
Venha morar no meu colo
Meu peito anda tão frio


Sem tua presença real
Vivo num mundo imaginário
Onde tu, Sol, nunca me faltas
.

7 comments:

Leonardo hoyos said...

Hola muy lindo lo que escribes. saludos

Carlos Howes said...

Acho que todos nós precisamos um pouco de luz! =)

O Iluminado said...

Sol, chegue logo
Venha morar no meu colo
Meu peito anda tão frio
estou me sentindo assim também :(
lindo esse poema! bjus

T said...

sol sol
quente quente

darsh. said...

eu te amo muito cara, sério.
sou uma amiga desnaturada, e só agora estou comentando. me perdoa?

que coisa mais linda esse poema. vou guardar pra todo o sempre.
assim como te guardo pra todo o sempre no meu coração.

Shelha said...

Não gosto de sol, mas adoro os raios que vem de manhã cedo, quando o horizonte fica naquela paleta quente de laranjas, rosas, vermelhos e amarelos.

Mas é como dizem, todos nós precisamos de luz para afastar as trevas, a Darsh então, tá precisando de um treco daquele que usavam pra chamar o Batman.

Pareta said...

Luz, é incomentável