Monday, April 07, 2008

Balada do Primeiro Encontro
Ao pássaro verde dos meus dias desse último mês e meio...

Quando te viu, da primeira vez
Não acreditou que serias tão
Bom quanto eras naquela visão
de giz e de carvão

Nalgum retrato emoldurado
Teu rosto a sorrir
Olhos atentos que fitavam
Outros olhos tão gentis

Talvez daquela vez ela apenas
Quisesse alguém para querer bem
Aos olhos pousados nalgum retrato
Real e imaginário

Encontraram-se, enfim
Beijos de amor sem fim
Colorindo o que era gris
d'cores primaveris.

8 comments:

darsh. said...

sim, as cartas não chegam.
eu deveria entrar em desespero?

=/

darsh. said...

ps.: bia, assista ao vídeo do meu aniversário no meu orkut!
queria qe você estivesse lá!
e o desenho que aparece na abertura foi o harry que fez pra mim! olha olha olha


beijoteamo.

Si said...

Flor, que momento encantador. Fiquei aqui a desejar um também.

Beijos.

b2kn said...

tô aqui verificando a métrica ^^

Flora said...

será que eu sei o motivo da poesia?!
acho que sei né dona bia...
Saudades infinitas

Abreu said...

Eita que é bom ver alguém que sabe escrever sobre amor! Se eu tentasse, sairia piegas ou insensível.
Gostei muito!

Vitor Hugo said...

linnndu
*.*

fiquei apaixonado novamente
beijos psicoticos
vh

Aline Dias said...

psicopat�

suas rimas s�o doces e bonitas