Sunday, April 13, 2008

Na minha rua

Na minha rua
Tem flores e postes
A flor cheirosa
Fica bem debaixo

de um poste alto
que ilumina toda
a minha calçada
Por onde passam

Banhistas da praia
Deixando de rastro
Finos grãos de areia
Pequenos e brilhantes.

10 comments:

andre said...

Junto à minha rua havia um bosque
Que um muro alto proibia
Lá todo balão caía
Toda maçã nascia
E o dono do bosque nem via...

andre said...

saudade, bia.
=]

bia de barros said...

=)

...

Nota:

Agradeço às duas mãos de: Renata Dias Flores, 12 anos, nesses versinhos.

(de coração)

Si said...

A flor cheirosa se chama Bia.

darsh. said...

Me chama para passear na sua rua.

ki-colado said...

É sempre naturalissímo em qualquer ser humano querer enxergar além das estrêlas...

Pitoresco é lembrar que o criador de tudo, mora quietinho no coração humano...

Se quiseres vê-lo ou tê-lo, basta apenas deixar fluir a razão emocional...

Consultar Deus, em primeiro lugar, ainda parece um caminho convidativo...

Convidativo...
Ver grãos d'areia
São seus brilhantes

Distantes...


Saudações.

ediney said...

se essa rua fosse minha...leia Maria Quintana...escreveu sobre ruas como ninguém

darsh. said...

porque não tem meu nome no link do batata quente?
caramba, fui excluídaa

bia de barros said...

Mil perdões, Darsh.
Já consertei. =)

Aline Dias said...

se essa rua fosse minha eu deixava ladrilhar com pedrinhas de brilhante para o meu amor passar