Wednesday, July 02, 2008

Por Você
Pra brincar de rimar...

Na semana em que você chegar
O tempo vai ter que fenecer
Até lá bem depressa pode correr
Que não hei de me importar

Céu e mar serão só para nós dois
Sol será para ir contigo à praia
Frio para ficar abraçadinho
Nuvens pra planejar o depois...

Só pedirei que não te vás jamais
Pois quando te fores é sabido:
Pássaros não cantarão, e o ruído
em meus ouvidos tampouco cessará.

7 comments:

Flora said...

Isso é amor quanto tem que esperar por quem ama.
]Lindo...É o amor.
beijos

Belle said...

Lindooooooo
adorei...
tem certeza que quer fazer RI?
muda mewwww...
hrhehehe
amo-te garotinha linda

Bjusss

Rafael Abreu: said...

Só pedirei que não te vás jamais
Pois quando te fores é sabido:
Pássaros não cantarão, e o ruído
em meus ouvidos tampouco cessará.
tão triste!

Thiara said...

Gosto das coisas que você escreve, e da forma como você escreve.
A ausencia da pessoa amada da essa sensação de passaro de uma asa só.

Filipe Garcia said...

Olá Bia,

muito bonito o seu poema. Amor é um tema que sempre nos deixa à vontade, não é? Você deixou claro seu talento nessas linhas. Parabéns.

Um beijo.

. said...

Gostei da relação título-poema... muitos não se importam com isso (é uma pena).
O amor sempre é um bom tema, não é???

Vlw pelo comentário!!!


P.S.: Ah, nos conhecemos de algum lugar?

Abraço!!

O Profeta said...

E este Sol impõe a claridade
Pôs no celeste a Lua a bocejar
Perdi a conta das estrelas no céu
Ergui-me em bicos para as contar


Voa comigo sobre as emoções


Mágico beijo