Thursday, January 01, 2009

Gotas de Liberdade

Para fazer uma iguaria
Posso usar uma pitada
do teu ódio, pois estou farta
de teu insípido amor

Em troca, esconderei em cheio
As promessas que te fiz
Para que não te embaraces
Com tua fingida falta de mim.

Já não me despertas pena
O que eu sinto ao perceber
Nos teus olhos a amargura

Nas tuas mãos, grossa atadura
Tem o melhor gosto de liberdade
Que já provei neste teu buffet.

10 comments:

Talita S. said...

Simplesmente amo seus sonetos *-*

;*

Cadinho RoCo said...

Se a receita for eficaz para o seu mais sincero e virtuoso libertar está ótimo. O ruim será se ela servir para alimentar o rancor que não faz bem a ninguém.
Cadinho RoCo

Poeta Eterno said...

Liberdade... me diziam pra não confundir liberdade com libertinagem, mas o que seria de uma se não se pudesse provar o gosto da outra?

Menina em preto e branco said...

Sei que vc já recebeu, mas ñ podia deixar de repassar para vc!

Tem algo pra você no meu blog na postagem do dia 1/02/09!

Abraço!

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern said...

A beleza e a singeleza de tuas palavras me emocionam... profundamente!
Beijos e borboleteios e muita luz para você!

Flá. said...

ah! que bom que sua virada foi ótima :) e claro, não é preciso bebida para isso! a minha ficou na mesmice, infelizmente...mas a idéia de um novo ano me faz feliz.

bjo!! :*

Thiara Pagani said...

Liberdade! Alimento necessario!
Lindo Bia

;*

darsh. said...

delícia!
e obrigada pelo selinho lindo!

e obrigada por lembrar de mim ontem :(
eu fui embora de guarapari no dia 1º mesmo,
;~~

;********

Tayla Aravéchia said...

Biaaa...me ensina a escrever assim?! *.*

Simplesmente amo seus sonetos [2]

Beijos.!

R.Vinicius said...

Tua forma de escrita envolve pela densidade de sentimentos; lê-la é concerteza uma boa receita para conhecê-la.

Abraço,

R.Vinicius