Thursday, April 02, 2009

Aos Outros Braços

Aos outros braços onde agora
Descansa em paz o meu amor
Peço, versejando em prosa
Que compreendam minha dor

Se nesses outros braços chora
A solidão do beija-flor
Peço, outrossim, que lhe consolem
Não deixem que lhe falte amor.

Aos braços alvos que atraem
Os negros olhos do meu bem
Peço que sejam feito os meus

Tanto no adeus quanto no Amém
- para onde ele voltar possa
sempre que quiser também
.

5 comments:

Poeta Eterno said...

primeiro a comentar seu filhos..

Há braços estendidos e velas acesas, há o que aguarda e o que se achega...

boa noite pra nos todos!

Beatriz said...

"...procurando apenas por um pedaço de emoção para acarinhar, qual mãe amorosa que junto a um berço vazio zela pelo filho que se foi e que ela, de olhos fechados, pensa estar adormecido..."

Minha querida, na ternura e mistério dos nossos versos, fica uma rosa azul perfumando um beijo que faço pousar no teu coração nas asas de um lindo anjo.

•.¸¸.ஐBruneLLa França said...

De braços abertos a receber teus versos!

Beijos e borboleteios

darsh. said...

casa comigo?

hahaha

Beatriz said...

Sem nova postagem para admirar, fica meu carinho no desejo de horas lindas a enfeitar os teus dias.